Cuidados no transporte e armazenamento de produtos e suprimentos

O transporte e o armazenamento podem aumentar a vida útil de seus produtos. Separamos algumas dicas para ajudar você

Será que você está armazenando seus produtos corretamente?

Será que você está armazenando seus produtos corretamente?

Como um operador de vending machine, é muito importante que você esteja por dentro das melhores práticas de transporte e armazenamento.

Uma política de transporte e estocagem orientada às melhores práticas não vai apenas aumentar a vida útil de seus produtos, mas também ajudar você a lucrar mais e aumentar seu faturamento.

Como isso é possível? De maneira simples.

Quando a estocagem de sua empresa é feita de qualquer maneira, as condições do tempo, as impurezas do ar, e outras intempéries acabam afetando o seu produto.

Por outro lado, quando seu estoque é tratado e organizado de uma maneira que privilegie o correto armazenamento dos produtos, e você transporta os seus kits de maneira segura e responsável, você e seus clientes acabam ganhando.

Saem ganhando porque a qualidade de seus produtos aumenta, e além de ficarem mais frescos, também duram mais tempo. E nisso, você ganha duplamente, porque quando a qualidade dos seus produtos é acima da média, os clientes certamente vão comprar mais. E ao mesmo tempo em que você aumenta as vendas, diminui reclamações e outros problemas.

Agora que você já está sabendo das vantagens de armazenar e transportar corretamente os produtos, nós selecionamos algumas dicas para você fazer isso do jeito certo.

#1. Cuidados na preservação de produtos perecíveis

A preservação é justamente o que vai prevenir os produtos de deterioração e perda dos alimentos.

A preservação é muito importante no caso de produtos e alimentos perecíveis, porque pode prolongar a vida útil desses alimentos, conservando suas propriedades originais.

Os cuidados são divididos em cuidados biológicos, químicos e físicos. Entenda um pouco mais sobre eles:

  • Cuidados biológicos e químicos: dispõe sobre o controle de temperatura, contaminação, umidade, ventilação, iluminação e tempo, condições essas que influenciam diretamente na vida útil de produtos.
  • Cuidados físicos: embalagem, manuseio, estocagem, empilhamento, transbordo, impacto, dentre outras interferências que podem colocar em cheque a qualidade e durabilidade de produtos e alimentos.

Os produtos precisam ser armazenados de acordo com suas diretrizes de temperatura, umidade, ventilação e tempo. Uma alteração em qualquer um desses fatores pode colocar em cheque a vida útil e a qualidade do produto.

Além disso, a falta de cuidado durante o transporte e armazenamento pode comprometer a condição dos produtos.

Peguemos, por exemplo, uma caixa de latinhas de refrigerante. A queda durante o transporte, ou durante o manuseio pode acabar amassando e prejudicando a lata, interferindo diretamente na qualidade do produto.

Esse produto não está mais apto para ser vendido, e por isso deve ser inutilizado para que você mantenha o controle de qualidade.

Por outro lado, dependendo da exposição à luz e umidade, snacks podem acabar perdendo a qualidade. O produto pode ficar murcho, manchado, sem gosto e insosso.

Da mesma maneira, esse produto não deve ser enviado para o consumo, uma vez que prejudica a qualidade dos produtos vendidos por você.

Esses são apenas alguns exemplos da falta de cuidado biológico e físico durante o armazenamento, manuseio e transporte de produtos.

A embalagem também é um fator muito importante, uma vez que ela pode aumentar a vida de um produto, ou comprometê-lo de vez. Vamos falar um pouco mais sobre eles.

#2. Embalagem e unitização

A embalagem dos produtos é um fator muito importante, já que influencia na preservação, desde a fase de produção, passando pela distribuição e estocagem.

Para garantir a preservação do produto na embalagem, é preciso considerar todas as suas etapas:

  • Primária: contém o produto. É a unidade de comercialização no varejo.
  • Secundária: é o acondicionamento (bandeja, filme, etc.) das embalagens primárias, normalmente utilizada para a disposição no ponto de venda.
  • Terciária: normalmente utilizam contentores resistentes (papelão, plástico, madeira, etc.) que unitiza as embalagens secundárias para movimentação e transporte.
  • Quaternária: é a unitização das embalagens terciárias (palete) para a estocagem e transporte.
  • Quinto nível: para preservação ou transporte especial (caminhões ou contêineres).

É muito importante que você só abra qualquer tipo de embalagem quando for estritamente necessário.

Isso significa que, você deve manter os produtos embalados até que precise utilizá-los e separá-los para kits. É justamente a embalagem que conserva o produto até que ele seja preparado para ser entregue.

Cuide bem do armazenamento de seus produtos para que eles durem mais.

Cuide bem do armazenamento de seus produtos para que eles durem mais.

#3. Armazenagem e separação

O projeto de um armazém ou estoque não pode se restringir apenas à otimização e ao aproveitamento do espaço (agravado pela despesa com energia, no caso da refrigeração).

O espaço precisa conciliar os conceitos logísticos com as condições relacionadas à preservação dos alimentos. Aqui está o que você deve considerar:

  1. Recebimento e expedição: nessa fase em que ocorrem as transferências e transbordos, devem ser avaliadas as instalações físicas, pois elas são sujeitas à contaminação externa (sujeira e temperatura).
  2. Estocagem: deve considerar os aspectos e recomendações de cada produto sobre as melhores práticas de estocagem.
  3. Sequências de entradas e saídas: como o tempo é condição agravante para a preservação, devem ser tomadas precauções para que os produtos fiquem o menor tempo possível estocados. Para isso, é útil utilizar o conceito PEPS (primeiro que entra é o primeiro que sai).
  4. Picking: o picking é a separação do produto para os pedidos (ou para compor os kits). Essa é uma área muito sensível, e você precisa se assegurar que está seguindo as recomendações dos fornecedores de manuseio para não interferir na vida útil do produto.

#4. Cuidados de transporte

O transporte é uma fase muito sensível porque geralmente sai do controle do embarcador.

Por isso, todos os esforços precisam ser feitos para garantir a preservação dos alimentos perecíveis, e cuidados precisam ser considerados.

Embarque e desembarque

O embarque e desembarque tem problemas semelhantes aos apresentados na fase de recebimento e expedição, quando ocorre o transbordo e os produtos ficam expostos à contaminação externa no momento do transporte.

Para atenuar o problema são necessárias instalações adequadas de recebimento e expedição.

No caso de cargas resfriadas ou refrigeradas, a norma NBR 17401 de 2002 regulamenta o transporte desses produtos com o objetivo de definir a temperatura adequada ao longo de toda a cadeia de abastecimento, desde os armazéns até a entrega.

Grande parte dos produtos entregues por operadores de vending machines foge à essa regra, por serem, em sua maioria, produtos secos, industrializados e prontos para o consumo.

Como anda o seu processo de transporte e armazenamento?

A maioria dos operadores de vending machine transportam café, solúveis, snacks, refrigerantes e produtos industrializados. A armazenagem e os cuidados do transporte vão ajudar a aumentar a qualidade destes produtos.

Como dissemos no início desse artigo, quando a sua empresa implementa política e processos de armazenamento e transporte, certamente vai aumentar não apenas a vida útil de seus produtos, bem como a qualidade do que vende.

No final do dia, a diferença será sentida pelos seus consumidores finais, e você vai acabar aumentando as vendas e aumentando a circulação de seus produtos.