Como se diferenciar para vencer a crise?

A crise bateu na sua porta? Nós temos algumas ideias para ajudar você

A sua empresa está sabe como dar a volta por cima da crise?

A sua empresa sabe como dar a volta por cima da crise?

Só se fala em crise. E não é pra menos: indústrias demitindo, férias coletivas, retração do comércio e muitas outras notícias do tipo estampam os jornais.

Muitos operadores estão tendo perdas por conta disso. Máquinas retiradas, diminuição de consumo,  subida no preço dos produtos e insumos e extrema dificuldade em se reajustar contratos antigos. A alternativa é reduzir custos e comprar produtos em melhores condições.

Mas, nem tudo é como parece. Muitas empresas estão buscando também outras alternativas para sobreviver ao delicado momento econômico.

E hoje, nós vamos te dar algumas dicas para que você não se deixe abater pela crise, e que ainda consiga vender e crescer mesmo em meio a esse momento de adversidade.

#1. Amplie o seu mercado

Há uma crescente demanda por produtos diferenciados. A maioria dos operadores enxerga o cafézinho como o principal nicho aqui no Brasil, mas se esquecem que  vending machines vendem muitos outros produtos.

É crescente o número de pequenos operadores iniciando negócios com produtos mais especializados e voltados para outros segmentos, ou mesmo ampliando as possibilidades com outros tipos de máquinas, sistemas de pagamento diversos ou mesmo máquinas mais interativas que atraem o consumidor a comprar mais.

Quando olhamos para o mercado internacional, é fácil notar que o vending aqui no Brasil ainda tem muito para crescer. Nos EUA, Japão e Europa em geral, é possível comprar de tudo em uma vending machine.

Pense em novos mercados, abra o seu leque. Se você está tendo dificuldades para faturar como antes, ou se alguns dos seus clientes estão devolvendo suas máquinas, diversifique-se!

Além disso, mapeie seus potenciais clientes, pequenas e médias empresas de sua cidade, escritórios, hospitais, pontos públicos. Enfim, peça indicação de clientes para seus clientes atuais e intensifique sua atividade de vendas.

#2. Intensifique suas atividades de vendas

Quando falamos em crise, todo mundo se assusta, todo mundo se retrai, todo mundo se desespera. E aí, empresas tendem a segurar seus investimentos.

Mas, você deve fazer ao contrário, principalmente para intensificar as atividades de vendas. Aumente a equipe de vendas, participe mais das vendas, mude as métricas para avaliar os vendedores.

Agora que você já tem novos mercados para explorar, divida seus vendedores e peça para que cada um aborde um mercado específico, ou um segmento mais apropriado.

Aumente o número das metas de chamadas de vendas, revise seu script de vendas e acompanhe de perto o desempenho dos vendedores.

Em tempos de crise, você precisa melhorar suas atividades de vendas, para que possa continuar produzindo o mesmo resultado.

Você não tem um vendedor? Seria o momento ideal de tentar investir em um profissional experiente para a sua empresa. Vendedores podem ajudar você a aumentar sua carteira de clientes e penetrar em novos mercados.

Intensifique os esforços de sua equipe de vendas.

Intensifique os esforços de sua equipe de vendas.

#3. Faça uma análise financeira de sua situação atual

Você precisa conhecer os seus números atuais. Você está sendo prejudicado pela crise, ou ainda não foi afetado? Seus clientes estão reclamando?

Se você começasse a ser afetado pela crise, quanto tempo você pode aguentar com a sua situação financeira atual? Existe algum tipo de investimento, ou custo que você pode cortar sem afetar a sua produtividade?

Essas são apenas algumas das respostas que você precisa descobrir para sobreviver à crise.

Muitas vezes você ainda não foi afetado, mas pode sofrer alguma baixa a qualquer momento. Se você conhecer suas finanças, sabe até quando pode aguentar para tentar reverter a situação.

Analise suas finanças e saiba exatamente como elas impactam o seu negócio, e como você pode sobreviver em caso de crise. Mantenha seu fluxo de caixa saudável, analise seu DRE e entenda qual realmente é a sua margem.

#4. Aproxime-se de seus fornecedores

Se você estiver passando por um momento difícil em seu negócio, existe uma grande possibilidade de seus fornecedores e fabricantes estarem sofrendo do mesmo problema.

E para eles, muitas vezes é melhor vender com um prazo e/ou condições melhores do que simplesmente deixar de vender.

Converse com seus fornecedores e vejam o que podem fazer juntos para fomentar as vendas e aumentar os resultados. Trabalhe em parceria com seus fornecedores. Peça ajuda e subsídio para poder fechar novos negócios, o que será bom para todos.

Algumas das vantagens que você pode colher com isso é maior prazo de pagamento, descontos para pagamentos à vista, carência no pagamento, equipamentos e produtos novos para demonstração e maior diversidade de produtos para oferecer para seus clientes.

Seus fornecedores ainda podem ajudar oferecendo materiais de divulgação e material promocional para que você aborde novos clientes.

Enfim, essa pode ser uma parceria muito produtiva.

Enfrente a crise de cabeça erguida

A crise pode ser um momento delicado para a sua empresa, mas não é um momento de abaixar a cabeça e ficar esperando pelo pior.

Na verdade, tudo que você precisa é erguer a cabeça, arregaçar as mangas e trabalhar para vencer qualquer dificuldade de mercado que você possa estar enfrentando.

Se você pode implementar esse passo-a-passo em seu negócio, certamente você vai presenciar uma mudança em seu negócio e será capaz de crescer, ganhar mercado e ampliar sua carteira de clientes, mesmo em tempos de crise.

Não estamos dizendo que você deva ignorar o momento econômico em que vivemos, mas sim, ressaltando que você precisa trabalhar para fazer com que o seu negócio não seja prejudicado por um momento delicado.